Juro na BM&F fecha em alta com mau humor nos EUA

O mau humor nos Estados Unidos foi motivo para um pequeno movimento de realização de lucros no mercado brasileiro de juros. Isso fez com que o contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2008, o mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), encerrasse o dia em leva alta, projetando taxa de 14,81% ao ano, contra taxa de 14,78% ao ano no fechamento de ontem. O mercado norte-americano reagiu negativamente ao balanço da Alcoa - que apontou vendas abaixo da estimativa - e ao alerta da Lucent Technologies - com estimativas menores para lucro e receita. Numa semana em que as expectativas mais importantes estão concentradas na sexta-feira - com vendas de varejo e sentimento do consumidor norte-americano, índice de custos dos bens importados pelos EUA e ainda balanço da General Electric e decisão do Japão sobre juros - os dias antecedentes estarão voltados aos balanços de empresas nos Estados Unidos. Por enquanto, pelo menos até esta quinta-feira, o mercado de juros tende a ter oscilações moderadas, sempre observando o dólar e o quadro externo. Na quinta as especulações em relação aos dados e eventos de sexta-feira podem eventualmente crescer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.