Juro para janeiro de 2007 fecha em queda

O mercado de juros não esboçou hoje uma briga pré-Copom, trabalhando em ritmo arrastado. O contrato futuro para o mês de janeiro de 2007 fechou a segunda-feira praticamente estável, projetando taxa de 15,20% ao ano, contra 15,19% no fechamento dos negócios na 6ªF. Operadores dizem que os prêmios dos juros já estão muito deprimidos. Mas como esta é a semana do Copom, que decide na quarta-feira, após o fechamento dos negócios, qual a taxa Selic que vai vigorar até 19 de abril, ninguém descarta facilmente que a disputa ainda possa acontecer. No mercado, as apostas continuam concentradas num corte de 0,75 ponto porcentual, com a Selic passando de 17,25% para 16,50%. Mas a aposta de corte de 1 pp mantém seus 30% de possibilidade - ao menos na curva de juros. Pesquisa do AE-Projeções com 62 analistas de instituições financeiras constatou que 55 deles estão com a previsão de 0,75 pp. Esta projeção também foi ratificada esta manhã pela pesquisa Focus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.