Juro para janeiro de 2008 fecha em alta, a 14,58%

O contrato de juro para janeiro de 2008 (o mais negociado) fechou a terça-feira em alta, projetando taxa de 14,58%, contra taxa de 14,54% de ontem. A produção industrial de fevereiro, divulgada hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), cresceu bem mais do que o mercado esperava, mas, mesmo assim, a reação dos juros limitou-se a uma leve alta e as apostas para o Comitê de Política Monetária (Copom), que define a taxa de juros básica da economia (Selic), não mudaram. O mercado entendeu que os números não representam uma aceleração surpreendente da atividade, mas apenas recolocam a produção industrial nos níveis em que estava em dezembro do ano passado. A liquidez dos negócios nesta manhã foi fraca - ao contrário do que faria supor um dia de leilão de títulos prefixados - confirmando que o mercado não ficou muito disposto a montar novas posições. O cenário externo está calmo e o dólar recua - mesmo após o leilão de compra realizado pelo Banco Central -, o que assegura tranqüilidade aos juros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.