Juros de títulos dos EUA têm maior queda desde 2011

Os títulos do Tesouro dos EUA registraram nesta quarta-feira, 18, o maior rali diário de preços desde novembro de 2011, com correspondente queda dos juros, após a surpreendente decisão do Federal Reserve de manter inalterado o ritmo de compras de bônus mensais.

Agencia Estado

18 de setembro de 2013 | 18h46

A alta nos preços estendeu os ganhos da T-note de dez anos pela sexta sessão consecutiva. As compras levaram o yield (retorno ao investidor) ao menor nível em mais de um mês.

Muitos investidores esperavam que o Fed anunciasse uma redução modesta nas compras de bônus hoje. O banco central, porém, disse que precisa ver mais sinais de que a recuperação da economia pode se sustentar antes de reduzir as compras de bônus. Mesmo assim, os membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) deixaram claro que estão prontos para reduzir o programa de estímulo se perceberem mais evidências de um fortalecimento na economia.

"Esse comunicado é extremamente amigável para o mercado de bônus", disse Mary Ann Hurley, trader da D.A. Davidson & Co. "As autoridades do Fed estão definitivamente sem pressa para reduzir estímulos."

O presidente do Fed, Ben Bernanke, deu um impulso a mais aos preços dos Treasuries durante sua coletiva de imprensa, reiterando que não há um caminho definido para as compras de bônus e que os dados recentes não justificam uma redução das compras agora. Alguns traders afirmaram que seu comentário levantou a possibilidade de que, se o crescimento econômico não acelerar, o Fed pode decidir manter o ritmo atual de compras de bônus até o fim do ano, o que encorajou investidores a comprarem títulos com o receio de os juros caírem mais no decorrer do ano. Assim, o yield da T-note de dez anos atingiu a mínima de 2,671%, o menor nível desde 13 de agosto.

Mesmo assim, alguns traders e analistas alertam que os yields podem subir novamente se os próximos dados fortalecerem a perspectiva de melhora na economia, o que pode levar o Fed a reduzir estímulos em ritmo maior.

No fim da tarde em Nova York, o juro projetado pela T-note de 2 anos estava em 0,331%, de 0,379% no fim da tarde de ontem. O juro da T-note de 10 anos caía para 2,705%, de 2,850% ontem. O juro do T-bond de 30 anos recuava para 3,763%, de 3,839%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
treasures

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.