Juros domésticos fecham em alta em dia de Copom

O contrato futuro de juro para o mês de janeiro de 2007 (o mais negociado) fechou a quarta-feira em alta, projetando taxa de 15,30% ao ano na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), contra 15,25% no fechamento dos negócios na véspera. Em plena data da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a Selic (que deve ser anunciada após o fechamento dos negócios), o mercado de juros olhou para fora o quadro externo e tentou decifrar, como todos os mercados mundiais, se a onda de aversão ao risco e corrida rumo aos títulos do Tesouro (Treasuries) norte-americanos é de curta temporada ou não. O risco do cenário externo impediu avanço de apostas mais ousadas de corte na Selic, como a de 1 ponto porcentual, cujo crescimento foi atropelado pela alta dos juros dos Treasuries.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.