Juros futuros fecham entre queda e estabilidade

Os juros futuros encerraram a negociação normal da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) entre a estabilidade e ligeira queda, em uma sessão mais curta nesta Quarta-Feira de Cinzas. Como era de se esperar, o volume de negócios foi menor, com muitos investidores tendo esticado até hoje a folga do feriado de carnaval. E, diante da agenda local modesta e de boa parte do mercado ausente, os operadores que restaram decidiram não arriscar grandes posições.

Denise Abarca, da Agência Estado,

17 de fevereiro de 2010 | 17h19

 

O contrato de depósitos interfinanceiros (DI) com vencimento em janeiro de 2011 (133.455 contratos) projetava taxa de 10,24%, mesmo nível do ajuste da sexta-feira. O DI com vencimento em julho de 2010 (99.580 contratos), também estável, apontava taxa de 9,15%. O DI com vencimento em janeiro de 2012 (63.800 contratos) cedia a 11,41%, de 11,45% no último ajuste.

 

No cenário doméstico, o mercado só teve a pesquisa Focus como parâmetro para as operações. De um lado, a projeção de Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para 2010 subiu um pouco mais, de 4,78% para 4,80%, enquanto para 2011 permaneceu em 4,50%, centro da meta de inflação. Em relação à taxa básica de juros (Selic), houve ajuste para cima na mediana para 2011, de 11% ao ano para 11,25% ao ano, e para 2010 permaneceu em 11,25% ao ano.

 

O mercado segue acreditando que a Selic começará a subir em abril próximo, em 0,5 ponto porcentual, de acordo com a Focus.

 

Tudo o que sabemos sobre:
jurosSelicFocus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.