Juros futuros recuam de olho em dados sobre emprego e inflação

O mercado de juros futuros abriu em baixa hoje, em dia com dois dados de inflação que apontaram desaceleração. Mas o rumo dos contratos de depósitos interfinanceiros (DI) deve ser definido também pelos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que mostra o mercado de trabalho formal no Brasil.

Patricia Lara, da Agência Estado,

18 de fevereiro de 2010 | 10h51

 

O Caged registrou abertura de 181.419 vagas formais de trabalho em janeiro. O número foi bem acima do recorde de 142 mil empregos de janeiro de 2007. No dia 5 de fevereiro, o

ministro do Trabalho, Carlos Lupi, havia previsto que este número seria superado. Agora, os resultados divulgados há pouco representam a maior geração de vagas para o mês na história, confirmou Lupi. Confirmado um número acima de 100 mil, o bloco dos defensores de uma antecipação para março do começo da série de altas esperadas da taxa básica de juros (Selic) deve ganhar integrantes.

 

Em meio ao debate sobre se as altas de preços do início do ano seriam pontuais ou mais abrangentes e permanentes, os índices de inflação divulgados hoje agregam peso à percepção de que as pressões de elevação seriam pontuais. A inflação na cidade de São Paulo confirmou uma trajetória de alívio. Medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), a inflação ficou

em 1,09% na segunda quadrissemana de fevereiro, abaixo da taxa apurada na primeira quadrissemana deste mês (1,28%).

 

O Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) também seguiu na mesma direção e rompeu seis semanas de aceleração. O índice subiu 1,04% até a quadrissemana finalizada em 15 de fevereiro, taxa menor do que a apurada no IPC-S imediatamente anterior, de até 7 de fevereiro (1,33%), segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

 

No exterior, a agenda é recheada de dados nos EUA, que abrirão os pedidos de auxílio-desemprego na semana até 13 de fevereiro, o índice de preços ao produtor de janeiro, os indicadores antecedentes da Conference Board e o índice de atividade industrial do Fed de Filadélfia.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
jurosBM&F

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.