Juros futuros seguem sem direção comum

O mercado de juros futuros abriu hoje depois de dois dias fechado por conta do feriado de carnaval sem uma direção comum nos contratos de depósitos interfinanceiros (DI). O otimismo no exterior deve favorecer uma queda dos juros futuros, mas a direção ainda não está clara para o dia, dizem operadores.

Agência Estado,

17 de fevereiro de 2010 | 14h18

 

Ontem as bolsas europeias e norte-americanas avançaram, amainadas, ao menos por ora, sobre as preocupações com as dívidas soberanas de países da Europa. Indicadores positivos conhecidos hoje nos Estados Unidos também colaboraram para o sentimento de alívio nos DIs. A produção industrial nos EUA subiu 0,9% em janeiro, acima do consenso de alta de

0,8%. O crescimento da produção em dezembro foi revisado para 0,7%, de 0,6% informado originalmente.

 

A leve piora das estimativas da inflação trazida hoje pela pesquisa Focus pode pesar sobre as taxas, ainda que um novo aumento na mediana do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) já fosse esperado pelo mercado. Para 2010, a projeção de IPCA foi elevada de 4,78% para 4,80%, enquanto para 2011 permaneceu em 4,50%, centro da meta de inflação.

Para fevereiro, a mediana do índice subiu de 0,63% para 0,67%. Em relação à taxa básica de juros (Selic), houve ajuste para cima na mediana para 2011, de 11% para 11,25%, e para 2010 permaneceu em 11,25%.

 

Tudo o que sabemos sobre:
jurosBM&F

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.