Juros futuros sobem apostando em Selic de 9% este ano

Os juros futuros abriram em forte alta, com os investidores refletindo a postura mais dura do Banco Central em relação à inflação. Mas ao confirmar em ação o discurso "hawkish" adotado há 15 dias, o BC consegui o movimento esperado para a curva de juros, qual seja, uma elevação das taxas mais curtas acima do que na ponta mais longa. Isso indica que os investidores acreditam em aperto monetário mais intenso agora, com recuo da inflação na frente. As apostas indicam que o ciclo de alta da Selic pode levar a taxa básica para 8,75% ou 9,00% no fim de 2014.

Agencia Estado

31 de maio de 2013 | 10h05

Às 9h45, o contrato de DI futuro para julho de 2013 subia a 7,72%, de 7,55% do ajuste de quarta-feira. O DI para janeiro de 2014 avançava para 8,38%, de 8,06% na quarta-feira, enquanto para janeiro de 2015 atingia 8,77%, de 8,52% antes do feriado. O DI para janeiro de 2017 chegou à máxima do dia, a 9,50%, de 9,38% na quarta-feira.

Como o aperto mais acentuado da Selic agora deve fazer com que as expectativas para a inflação dos próximos anos aponte para um patamar mais ameno daqui para frente, as taxas curtas sobem mais. Enquanto o janeiro 14 sobe 32 pontos, o janeiro 17 sobe 12 pontos. Essa é a resposta desejada pelo BC ao atuar de forma mais dura na noite de quarta-feira, optando pela aceleração do ritmo de alta da taxa básica, para 0,50 ponto porcentual, o que levou a Selic para 8,0% ao ano, em decisão unânime.

O BC, em comunicado que acompanhou a decisão, afirmou que dá seguimento ao ajuste, ou seja, indica que está no meio do processo, e que o objetivo é estritamente o controle dos preços. "O Comitê avalia que essa decisão contribuirá para colocar a inflação em declínio e assegurar que essa tendência persista no próximo ano."

Fica claro, portanto, que o BC quis confirmar com uma ação efetiva sua comunicação mais dura adotada há algumas semanas, apesar da pressão da divulgação do PIB, horas antes, que avançou módicos 0,6% no primeiro trimestre, ante o trimestre imediatamente anterior. Alguns investidores chegaram a se posicionar para uma alta menor da Selic (0,25 pp), após o fraco desempenho da atividade no Brasil nos três primeiros meses do ano.

Tudo o que sabemos sobre:
mercadojuros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.