Juros futuros sobem enquanto Bovespa renova máxima

Por volta das 13h25, taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro com vencimento em janeiro de 2015 estava em 10,86%

Álvaro Campos, da Agência Estado,

22 de novembro de 2013 | 13h41

Os juros futuros inverteram a tendência de leve queda observada desde o início do dia e passaram a subir no início da tarde desta sexta-feira, 22. Operadores ouvidos pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, não sabem explicar exatamente o que está causando essa oscilação. Um deles comentou que no horário de almoço a liquidez diminui bastante e algum negócio específico pode ter provocado a alta.

O dólar continua em queda e os juros dos Treasuries estão perto da estabilidade, cenário que se mantém basicamente desde o início da sessão, o que também não ajuda a explicar a reversão no movimento dos juros futuros. Por volta das 13h25, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2015 estava em 10,86%, de 10,88% no ajuste de ontem. Na ponta mais longa, o DI para janeiro de 2017 apontava 12,14%, de 12,05%, e o DI para janeiro de 2021 marcava 12,57%, de 12,46% na véspera.

A queda do dólar é causada, entre outros fatores, por um movimento antecipado de vendas por tesourarias de bancos e investidores estrangeiros, estimulado pela participação de investidores internacionais nos consórcios vencedores e pelo elevado ágio cobrado nos leilões dos aeroportos do Galeão (RJ) e de Cofins (MG), hoje na BM&FBovespa. No horário citado acima, o dólar à vista caía 0,78%, a R$ 2,2890. No mercado futuro, o dólar para dezembro recuava 0,76%, a R$ 2,2935.

O bom resultado dos leilões dos aeroportos, que vão render quase R$ 21 bilhões ao governo, anima os investidores no mercado de ações. Há pouco, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o governo está satisfeito com o resultado, que mostra que há apetite dos investidores para entrar no programa de concessões brasileiro. "Quando você oferece um produto rentável, você atrai competição e investidores. São R$ 19 bilhões (por Galeão). Não é um leilão pequeno, é um leilão grande", disse.

Por volta das 13h30, o Ibovespa subia 0,64%, aos 53.024,62 pontos, após ter batido minutos antes a máxima da sessão, de 53.084,34 pontos (+0,75%). Vale notar que as ações da Petrobras e da Vale aceleraram levemente o movimento de alta, contribuindo para o comportamento do Ibovespa.

Tudo o que sabemos sobre:
jurosBovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.