Juros sobem um pouco nos contratos de longo prazo

As taxas de juros no mercado futuro fecharam com ligeiro avanço das projeções hoje no pregão da Bolsa de Mercadorias & Futuros, principalmente no longo prazo. O contrato de DI (depósito interfinanceiro) com vencimento em janeiro de 2008, o mais negociado, chegou ao final da sessão com taxa de 13,25% ao ano, 0,01 ponto acima de ontem. O ajuste nesses contratos de juros se deu após a divulgação do IPCA-15 de outubro, cuja taxa de inflação ficou próximo do texto das estimativas do mercado. O índice de 0,29% em outubro (0,05% em setembro) não foi considerado uma boa notícia, mas também não provocou estresse no mercado de juros. Segundo operadores, o resultado não pressionou as taxas porque já é esperada uma alta do IPCA no final do ano e, por isso, a aceleração do indicador neste mês não é considerada uma surpresa. Embora o mercado não tenha qualquer dúvida a respeito da continuidade da queda da taxa Selic no curto prazo - ou seja, pelo menos nas próximas duas reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central -, há alguns fatores gerando receio por parte dos players em assumir posições vendidas nesses prazos longos. O principal deles é o discurso desenvolvimentista dos dois candidatos à Presidência da República.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2006 | 16h29

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.