Justiça do AM permite que Gol reduza comissão de agentes

O Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas concedeu parecer positivo para a Gol na última semana. Dessa forma, manteve a decisão da empresa de reduzir a comissão paga aos agentes de viagem de 10% para de 7% e 6% sobre a venda de bilhetes aéreos para viagens domésticas e internacionais, respectivamente, naquele Estado. Essa é a segunda vitória obtida pela companhia aérea na Justiça.A redução das comissões foi anunciada pela Gol em dezembro e implementada em 1º de janeiro. Desde então, a companhia vem sofrendo boicote dos agentes de viagem. O segmento chegou até a fazer um dia de protesto contra a Gol, paralisando a venda de passagens, com o intuito de pressionar pela revisão da medida. Sem resposta da empresa, várias regionais partiram para a Justiça. A primeira sentença positiva em nome da empresa foi dada pela Justiça do Maranhão.A mudança nos pagamentos de comissão faz parte da política de redução de custos da Gol, que tem como meta obter neste ano uma retração de gastos com a remuneração paga aos agentes de viagens de entre R$ 95 milhões a R$ 105 milhões. O objetivo da empresa é diminuir o custo operacional em 7% por assento-quilômetro durante 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.