Light planeja buscar clientes fora de sua área de atuação

A Light pretende lançar no próximo ano um plano agressivo para a conquista de novos clientes em sua área de atuação e também fora do Estado do Rio. A ofensiva se dará por meio da sua subsidiária, a Light Esco. Criada em 2000, a empresa tem como finalidade prestar serviços em todo território nacional, como comercialização de energia e consultoria nos mercados cativo e livre."A idéia é que recuperemos os 25% de clientes que perdemos por terem se transformado em consumidores livres e ainda agreguemos novos em outras áreas fora do Rio", afirmou o presidente da Light, José Luiz Alquéres, em entrevista, após realizar palestra no Clube de Engenharia, no Rio.Alquéres não quis revelar qual o foco da atuação da companhia - "não vamos revelar ao inimigo nossa estratégia" -, mas afirmou que pretende também adicionar valor aos clientes que estão em sua área de atuação. "Podemos oferecer planos de eficiência energética, consultoria, enfim, todo um leque para agregar maior valor ao nosso produto", comentou.Atualmente, a Light Esco administra uma carteira de clientes cujo volume de energia é de 120 MW médios (1.050 GWh/ano). "Ainda é insignificante, mas esse volume deve crescer muito nos próximos anos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.