Liminares suspendem leilão de linhas de transmissão da Aneel

O leilão de 14 novas linhas de transmissão de energia e três subestações, previsto para hoje, às 10 horas, no Rio de Janeiro, está suspenso devido a duas liminares concedidas pela Justiça Federal de Brasília. A Procuradoria Federal da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) entrou com recursos tentando suspender as liminares. Entretanto, a presidente do Tribunal Regional Federal de Brasília, Assusete Magalhães, indeferiu o pedido de "suspenso de segurança" requerido pela Aneel.As liminares foram impetradas pela Isolux Wat S.A na 8ª Vara Federal e pela Elecnor na 3ª Vara Federal, ambas em Brasília. Segundo informações da Aneel, 28 empresas tinham se habilitado previamente, mas uma delas, representada por um consórcio, acabou ficando de fora por não ter depositado as garantias exigidas pelo edital. Dentre as empresas que estavam confirmadas para o leilão, 16 são brasileiras e 11 são de países como Portugal, Espanha, Itália e Colômbia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.