Lucent e Alcatel negociam fusão; ações valorizam

As ações da Lucent, a maior fabricante de equipamentos de telefonia dos EUA, sobem mais de 7% na Europa, com a confirmação de que a companhia mantém negociação de fusão com a francesa Alcatel. Segundo informaram as empresas, as negociações estão em fase adiantada. As ações da Alcatel operavam em alta de mais de 3% esta manhã, na Bolsa de Paris. "Confirmamos que a Lucent e a Alcatel estão envolvidas em discussões sobre potencial fusão com partes iguais, que devem ser precificadas no mercado. Não há garantia de que se chegará a qualquer acordo ou a transação consumada. Não emitiremos qualquer comentário adicional até que um acordo seja estabelecido ou que as discussões tenham sido concluídas", informou uma nota conjunta distribuída ontem à noite. A fusão das empresas poderá criar uma nova companhia no valor de US$ 33 bilhões e despertar outras empresas do setor para negociações semelhantes. Wall Street Em Nova York, as ações de tecnologia mantêm o índice futuro Nasdaq-100 em alta, em direção contrária ao S&P 500, que opera levemente pressionado. Às 7h46 (de Brasília), o Nasdaq-100 subia 0,21% e o S&P 500 recuava 0,08%. Os índices futuros sinalizam o comportamento dos investidores para o pregão regular em Wall Street, que têm início às 11h30 (de Brasília). O segmento de tecnologia é alimentado pela confirmação da Lucent e da Alcatel de que estão em fase adiantada de negociações para fusão. O segmento beneficia-se ainda das previsões, acima das do mercado, feitas pela Palm para seu lucro. A companhia previu lucro, excluindo alguns itens, de US$ 0,22 por ação a US$ 0,23 por ação no trimestre e vendas entre US$ 400 milhões a US$ 405 milhões. As expectativas dos analistas é lucro de US$ 0,20 por ação e receita de US$ 394,9 milhões. Os papéis da Palm subiram 5,5%. As ações da Google avançavam 0,08% com anúncio de que foram incorporadas ao índice S&P 500. As informações são da Dow Jones e de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.