Lucro da Anglo American melhora no 1º semestre

O lucro líquido do Anglo American registrou leve melhora para 1,284 bilhão de euros no primeiro semestre deste ano, apesar de alguns eventos prejudicarem a performance da empresa. No mesmo período do ano passado, a Anglo American havia lucrado 1,250 bilhão de euros.

AE, Agência Estado

25 de julho de 2014 | 03h44

No entanto, as receitas do grupo caíram para 14,221 bilhões de euros, embora a produção de minério de ferro tenha aumentado em 5%, para 22,8 milhões de toneladas, e os custos operacionais subiram para 11,517 bilhões de euros. A empresa não divulgou números para o segundo trimestre.

O executivo-chefe da Anglo American, Mark Cutifani, explicou que as unidades do grupo apresentaram melhora e foram auxiliadas pela depreciação da moeda nos locais de produção. Isso compensou parcialmente a alta nos custos da matéria prima, os efeitos da greve na unidade de platina e a desvalorização de algumas commodities. Segundo a Anglo American, os preços realizados mais baixos das commodities resultaram em uma redução de US$ 1 bilhão no lucro operacional sem ajustes.

"Essa performance ressalta os méritos de nossa estratégia de negócios de diversificação geográfica e de commodities", avaliou. Ao falar sobre a China, um de seus principais mercados consumidores, o executivo-chefe afirmou que no longo prazo a nova oferta de commodities deverá ser limitada e haverá uma recuperação nos preços.

Cutifani também afirmou que a empresa está no caminho para realizar as primeiras embarcações de minério de ferro no projeto Minas-Rio, no Brasil, até o fim deste ano No fim de junho, 95% do projeto estava completo para alcançar esse objetivo, escreveu. O custo de capital total no orçamento da obra é de US$ 8,8 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino unidoanglo americanresultado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.