Lucro da Cemig cai 14,2% em 2006, para R$ 1,7 bilhão

A Cemig obteve lucro líquido de R$ 1,718 bilhão em 2006, total 14,2% menor no comparativo com o ano anterior. Segundo relatório da companhia energética de Minas Gerais, a redução deve-se basicamente ao fato de, em 2005, ter sido contabilizada uma receita extraordinária de R$ 591 milhões, referente ao reajuste tarifário diferido."Sem a inclusão dessa receita extraordinária, pode-se concluir que ocorreu uma melhoria na lucratividade da companhia." A receita operacional líquida somou R$ 9,681 bilhões no ano passado, com alta de 17,5% sobre 2005. O lucro bruto avançou 4,8%, para R$ 2,720 bilhões.O Ebitda (lucro antes de despesas financeiras, impostos, depreciação e amortizações) da empresa alcançou R$ 3,012 bilhões em 2006, com crescimento de 7,6% frente ao ano anterior (R$ 2,798 bilhões).A despesa operacional recuou 2,7%, para R$ 380,359 milhões. O resultado financeiro líquido apontou prejuízo de R$ 49,674 milhões em 2006, contra um ganho de R$ 322,383 milhões apurado no exercício anterior. O lucro operacional atingiu R$ 2,120 bilhões, com alta de 12%. Os dados são consolidados.A Cemig tem aproximadamente 6 milhões de consumidores (82% deles residenciais, 6,9% rurais, 1,2% industriais e 8,9% comerciais), distribuído em cerca de 5,4 mil localidades do Estado de Minas Gerais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.