Estadão
Estadão

Lucro de empresas da Bovespa recua 41,4% no 1º trimestre

O setor de mineração teve o maior prejuízo, puxado pela Vale; dados compilados pela Economática mostram que o setor bancário foi na contramão e apresentou ganho 42,8% maior no período

Luana Pavani, O Estado de S. Paulo

18 Maio 2015 | 14h25

O resultado do primeiro trimestre de 2015 das companhias abertas na bolsa brasileira apresentou uma queda de 41,4% na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo levantamento da Economática.

Foram consideradas pela consultoria 317 empresas, as quais tiveram um saldo de resultado líquido (lucros e prejuízos) R$ 25,7 bilhões nos meses de janeiro a março deste ano, contra R$ 44,0 bilhões no primeiro trimestre de 2014, uma queda nominal de R$ 18,2 bilhões.

Por setor de atividade, de 24 analisados 14 tiveram queda de lucratividade e dez apresentaram crescimento. Os bancos (financeiro) lideram o ranking, com lucro 42,8% maior no primeiro trimestre deste ano, de R$ 17,7 bilhões, ante R$ 12,4 bilhões no mesmo intervalo de 2014. O destaque foi o Banco do Brasil, a empresa de maior lucro nominal do período, com R$ 5,8 bilhões, seguido pelo Itaú, com R$ 5,7 bilhões.

Já em mineração ocorreu o maior prejuízo consolidado, puxado pela Vale, a empresa de maior prejuízo da amostra no primeiro trimestre, em que registrou R$ 9,53 bilhões. 

Mais conteúdo sobre:
empresas bovespa lucro economatica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.