Lucro do Banco ABN Amro Real cresceu 43% em 2006

O Banco ABN Amro Real anunciou um aumento de 43% no lucro líquido anual, que chegou a R$ 2,048 bilhões em 2006. A receita de intermediação financeira somou R$ 9,744 bilhões, uma alta de 22%. No fim do ano, o patrimônio líquido do banco estava em R$ 9,779 bilhões. O retorno sobre o patrimônio líquido médio foi de 25%.As receitas da instituição totalizaram R$ 12,995 bilhões, com incremento de 22% sobre 2005. ?Esse número foi impulsionado pela expansão do crédito, mudança no mix da carteira e pelos resultados nas operações de seguros, previdência e capitalização?, informou o presidente do banco, Fabio Barbosa.A carteira de crédito cresceu 26%, chegando a R$ 49,7 bilhões. Esse número equivale à participação de 6,8% no mercado. Para a pessoa física, o total de financiamentos foi de R$ 21,708 bilhões, com alta de 23,7%. Na pessoa jurídica, o avanço foi de 27%, para R$ 25,935 bilhões.Barbosa afirmou que a carteira de crédito deverá crescer acima do mercado em 2007. Ele não especificou o porcentual esperado, mas lembrou que o mercado projeta expansão de 20%. Para este ano, a expectativa do banco é de que a inadimplência se mantenha em 3,2%, mesmo nível apurado no fim de 2006. A média do mercado ficou em 5%.A participação das operações brasileiras do Banco Real no lucro do holandês ABN Amro evoluiu de pouco mais de 10% em 2005 para 16% em 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.