Lucro líquido da Fiat cai 55% no 2º trimestre

A Fiat, controladora do Chrysler Group, teve queda de 55% no lucro líquido no segundo trimestre deste ano, para 197 milhões de euros, em comparação com 435 milhões de euros no mesmo período do ano passado. A receita, por outro lado, subiu 4,7%, para 23,33 bilhões de euros.

Agência Estado

30 de julho de 2014 | 09h25

Fracos resultados na Europa e na América Latina ofuscaram melhoras na América do Norte e na Ásia. As vendas da montadora na América do Norte cresceram 7% e na região Ásia-Pacífico aumentaram 34%, enquanto na América Latina houve queda de 23% e na região que engloba Europa, Oriente Médio e África as vendas diminuíram 3%.

A dívida líquida da companhia no fim de junho era de 9,7 bilhões de euros, abaixo de 10,0 bilhões de euros no fim de março.

A Fiat confirmou suas projeções para os resultados de 2014 contidas no plano de negócios de cinco anos publicado em maio. O grupo prevê vendas de 4,7 milhões de unidades neste ano, com receita em torno de 93 bilhões de euros. O lucro líquido em 2014 é esperado entre 600 milhões de euros e 800 milhões de euros.

A montadora italiana não publicou o lucro operacional do segundo trimestre e informou que não vai mais incluir esse dado nos balanços futuros. A Fiat também não detalhou os resultados da Chrysler, que deverá divulgar seus números em 11 de agosto. Em janeiro deste ano a Fiat concluiu a aquisição da companhia norte-americana.

Em uma reunião na sexta-feira os acionistas da Fiat vão votar sobre a finalização da fusão entre a empresa e a Chrysler. Como a família italiana Agnelli possui um terço do controle da Fiat, a fusão provavelmente será aprovada. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaFiatresultado2º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.