Magazine Luiza planeja abrir capital em dois anos

A rede Magazine Luiza pretende abrir capital no prazo de dois anos, segundo a superintendente da empresa, Luiza Helena Trajano. "Queremos entrar no mercado de capitais com segurança, antes precisamos de amadurecimento. Acabamos de ter um sócio", afirmou, referindo-se ao fundo Capital Group, que comprou uma participação de 12,3% há dois anos. A empresa pretende ofertar ao mercado entre 25% e 30% de seu capital total. O porcentual já atinge a exigência de free float, ações nas mãos do mercado, mínimo para que a companhia entre no Novo Mercado da Bovespa. Esse, inclusive, é o objetivo da rede, segundo seu diretor de Vendas e Marketing, Frederico Trajano. "O objetivo é financiar a expansão da rede", afirma. A superintendente do Magazine Luiza informou que deverá abrir um programa de compra de ações para funcionários seis meses antes da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.