Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AFP PHOTO / Bryan R. Smith
AFP PHOTO / Bryan R. Smith

Maior fundo de papéis brasileiros em Wall Street sobe 5,6% nesta quarta

Fundo com patrimônio de US$ 2,8 bilhões registra alta expressiva com aposta em condenação de Lula

Altamiro Silva Junior, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2018 | 17h19

O EWZ, como é conhecido o maior fundo de índice (ETF, na sigla em inglês) do Brasil negociado em Wall Street, com patrimônio de US$ 8,2 bilhões, subia 5,6% há pouco, com a expectativa de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja condenado pelos três desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). 

O petista já foi condenado por dois magistrados, que elevaram sua pena de 9,6 anos estabelecida pelo juiz Sergio Moro para 12,1 anos.

Entre outros ETFs com papéis brasileiros, mas com menor patrimônio, o Direxion Daily Brazil Bull 3X Shares, com ativos de US$ 138 milhões, disparava 17% e o VanEck Vectors Brazil Small-Cap, com US$ 114 milhões, subia 4,9%.

Os papéis brasileiros subiam desde manhã em Nova York, mas aceleraram as altas no começo da tarde de hoje, quando o primeiro desembargador, o relator João Pedro Gebran, votou por condenar Lula e elevar a pena.

Tudo o que sabemos sobre:
Wall Street JournalMercado Financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.