Maioria das bolsas asiáticas encerra semana em alta

Bom resultado em NY influenciou elevação, enquanto o temor sobre a China limitou os ganhos

Hélio Barboza, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado, Agencia Estado

17 de dezembro de 2010 | 08h18

A maioria dos mercados da Ásia encerrou a semana em elevação. O bom resultado em Wall Street foi um dos fatores altistas nesta sexta-feira, enquanto preocupações sobre a economia chinesa limitaram os ganhos.

A Bolsa de Tóquio fechou em queda, uma vez que a valorização do iene empurrou para baixo as ações das empresas exportadoras, como a Nissan Motor, ao mesmo tempo que o declínio dos preços do ouro e do petróleo levou ao enfraquecimento das ações ligadas a commodities, como as da Mitsui. O índice Nikkei 225 perdeu 7,46 pontos, ou 0,1%, e fechou aos 10.303,83.

A Bolsa de Hong Kong teve ligeira alta, por conta da presença de investidores em busca de ofertas de ocasião no setor imobiliário. O índice Hang Seng subiu 46,07 pontos, ou 0,2%, e terminou aos 22.714,85 pontos - a valorização do índice na semana foi de 1,9%.

Já a Bolsa de Xangai, na China, teve ligeira queda por conta de declínios em empresas de telecomunicações e mineradoras, exacerbando as preocupações sobre medidas de aperto monetário no curto prazo. O índice Xangai Composto perdeu 0,2% e terminou aos 2.893,74 pontos - na semana, contudo, o índice acumulou ganhos de 1,9%. Já o índice Shenzhen Composto avançou 0,1% e encerrou aos 1.348,56 pontos.

O yuan se valorizou em relação ao dólar, devido à baixa na taxa de paridade central dólar-yuan (de 6,6635 yuans para 6,6593 yuans) e ao enfraquecimento da moeda norte-americana nos mercados internacionais. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,6555 yuans, de 6,6671 yuans do fechamento de quinta-feira.

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou com o índice Taiwan Weighted marcando alta de 0,4%, terminando aos 8.817,9 pontos, maior nível de fechamento em 31 meses, liderado por pesos pesados dos setores financeiro, de tecnologia e de turismo.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul avançou 0,9% e fechou aos 2.026,30 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou o dia em ligeira baixa, apesar dos ganhos moderados ocorridos em Wall Street. O índice S&P/ASX 200 fechou em baixa de 0,4% e terminou aos 4.763,1 pontos.

Nas Filipinas, a Bolsa de Manila encerrou em alta, recuperando-se dos fortes declínios registrados nas duas últimas sessões. O índice PSE subiu 0,4% e terminou aos 4.057,33 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em leve alta, por conta de procuras por barganhas, mas o fraco volume indica que o apetite dos investidores por negócios está desacelerando dados os feriados do fim do ano. O índice Straits Times ganhou 0,2% e fechou aos 3.153,01 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta subiu 0,28% e fechou aos 3.581,57 pontos.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, caiu 0,7% e fechou aos 1.022,46 pontos, uma vez que os fundos venderam ações com performance baixa para tornar seu portfólio atrativo em 2010.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,2% e fechou aos 1.499,88 pontos, em variação limitada devido à ausência de fatores positivos. As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.