Maioria das bolsas da Ásia fecha em alta

Mercados da região foram influenciados pelos ganhos da véspera em Nova York 

Hélio Barboza e Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado,

21 de julho de 2010 | 07h44

As bolsas da Ásia fecharam em alta, estimuladas pelos ganhos de ontem nos mercados de ações de Nova York.

Uma das exceções foi Tóquio, que fechou em queda, com as ações de corretoras, como as da Nomura Holdings, em baixa ante o temor de redução na receita durante o trimestre abril-junho, e os papéis das empresas de construção civil pressionados por uma avaliação negativa sobre o setor. O índice Nikkei 225 baixou 21,63 pontos, ou 0,2%, e fechou aos 9.278,83 pontos.

Em Hong Kong, a alta foi puxada pelas empresas de commodities, cujas ações seguiram a valorização dos metais. O índice Hang Seng Index avançou 1,1% e fechou aos 20.487,23 pontos.

Na China, a terceira alta consecutiva das bolsas levou o índice Xangai Composto, que segue as ações A e B, para um ganho de 0,3%, fechando aos 2.535,39 pontos, o nível mais alto em quase um mês. O Shenzhen Composto avançou 0,1% e fechou aos 1.020,96 pontos.

O yuan pouco oscilou em relação ao dólar e a paridade central relativamente estável fez com que traders e empresas evitassem assumir posições. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,7769 yuans, ligeiramente abaixo da cotação de fechamento da terça-feira, que foi de 6,7781 yuans. A paridade central foi fixada em 6,7802 yuans, moderadamente abaixo dos 6,7812 da terça-feira.

Em Taipé, a Bolsa de Taiwan, fechou em leve baixa com a realização de lucros, após passar o dia em alta. O índice Taiwan Weighted encerrou em baixa de 0,1%, fechando aos 7.701,29 pontos.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, fechou em alta pela segunda sessão consecutiva, após os fortes ganhos do mercado norte-americano, bem como os resultados positivos da Apple. O índice Kospi subiu 0,7% e fechou aos 1.748,78 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou com ligeira alta. O setor de matéria-prima mostrou força e os bancos sustentaram o mercado, em dia marcado pela volta do otimismo em Wall Street. O índice S&P/ASX 200 encerrou em alta de 0,2%, fechando aos 4.412,7 pontos.

A Bolsa de Manila (Filipinas) encerrou o dia em alta, após quatro sessões consecutivas de perdas. O índice PSE subiu 0,4% e fechou aos 3.418,71 pontos.

A Bolsa de Cingapura teve baixa por conta de realizações de lucros, uma vez que o sentimento do investidor permanece em cautela à espera do depoimento do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, ao Congresso esta tarde, sobre a saúde da economia americana.O índice Straits Times recuou 0,8% e fechou aos 2.926,09 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, teve alta de 0,6% e fechou aos 3.013,40 pontos, favorecida pelas compras, por parte de fundos institucionais, de papeis relacionados a commodities e de empresas fabricantes de bens de consumo, em meio às expectativas de fortes lucros no primeiro semestre.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, subiu 0,8% e fechou aos 830,93 pontos, em forte volume, uma vez que os bancos apresentaram resultados melhores que os esperados no segundo trimestre, enquanto os participantes do setor de telecomunicações subiram depois que o órgão regulador da indústria disse que o leilão das licenças do serviço móvel 3G se dará na terceira semana de setembro.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,3% e fechou aos 1.341,02 pontos, com o sentimento impulsionado pelos fortes resultados das bolsas regionais, na expectativa de que os lucros corporativos melhorem. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasÁsia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.