Maioria das bolsas da Europa fecha em alta com NY

As bolsas européias reverteram as perdas do início do pregão e fecharam em sua maior parte em alta nesta terça-feira, ajudadas pela valorização do mercado norte-americano de ações. A exceção foi a Bolsa de Londres, que fechou com o índice FT-100 em baixa de 0,40 ponto, ou 0,01%, aos 5.991,30 pontos, em movimento de consolidação. A forte queda do petróleo ontem derrubou BP (-0,5%) e Royal Dutch Shell (-0,6%). Mineradoras como BHP Billiton (-1,5%) e Rio Tinto (-1,06%) também recuaram, depois do forte desempenho de ontem. A siderúrgica Corus, ao contrário, avançou mais de 11% com a notícia do "Financial Times" de que a companhia está em negociações com a russa Evraz Group sobre uma possível fusão. A Bolsa de Paris fechou com o índice CAC-40 em alta de 10,05 pontos, ou 0,2%, aos 5.148,56 pontos. As ações de telecomunicações fecharam em alta (France Telecom, +2,9%; e Pages Jaunes, +4,8%), com a notícia de que a Telefónica recebeu diversas ofertas por sua unidade TPI, disse um operador. Em Frankfurt, o índice Dax fechou em alta de 9,07 pontos, ou 0,15%, aos 5.911,86 pontos. O mercado está em "compasso de espera" e atento aos EUA para ganhar novo impulso. Em Madri, o índice Ibex-35 fechou em alta de 11,40 pontos, ou 0,1%, aos 11.933,40 pontos. Os principais destaques foram os bancos que, segundo analistas, atraíram investidores por causa das perspectivas para as taxas de juros (Banco Popular, +4,3%; e Sabadell, +1,5%). Acciona subiu 5,8%, batendo recorde. Em Milão, o índice S&P/Mib subiu 113 pontos, ou 0,29%, para 38.602 pontos. Fiat ganhou 3,7%, após seu executivo-chefe afirmar que prevê fortes vendas de carros para este mês, e Parmalat avançou 2,6%, com a decisão de um juiz federal de que a empresa pode dar andamento a alguns processos contra seus auditores nos tribunais norte-americanos. Telecom Itália subiu 2,7%, ajudada pela expectativa de fusões e aquisições em seu setor, e Eni perdeu 0,9%, com a queda dos preços do petróleo. Em Lisboa, o índice PSI-20 terminou em alta de 15,59 pontos, ou 0,15%, aos 10.090,88 pontos. Portugal Telecom avançou 0,2%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.