Maioria das bolsas da Europa fecha em queda

Cautela prevaleceu durante a segunda metade do pregão, com investidores evitando riscos excessivos antes do resultado da reunião do FED 

Agencia Estado

30 de outubro de 2013 | 16h17

A maioria das bolsas da Europa fechou em baixa nesta quarta-feira, 30, na espera pela reunião do Federal Reserve. Durante a manhã os mercados subiram com a expectativa de manutenção da política de estímulos nos EUA, mas viraram no começo da tarde com os investidores evitando riscos excessivos antes da decisão final. O índice Stoxx 600 fechou quase estável, com alta de 0,01%, a 320,80 pontos.

A diretoria do FED encerra nesta quarta a reunião de dois dias para avaliar a situação da economia norte-americana e decidir os rumos da política monetária. Após a falta de consenso entre a administração Barack Obama e o Congresso e a consequente paralisação temporária do governo dos Estados Unidos, cresceu a corrente dos economistas que aposta que não é hora de retirar estímulos, como o programa que injeta mensalmente US$ 85 bilhões no mercado com a compra de ativos.

"Um comunicado sem surpresas seria relativamente conservador em comparação com as expectativas do mercado. Esse é um risco subestimado para a reunião de logo mais", disse Richard Cochinos, analista de moedas no Citigroup.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, caiu 0,47%, para 19.166,93 pontos. O destaque negativo foram as ações da Fiat, que caíram 2,22%, depois de a montadora anunciar aumento no lucro no terceiro trimestre, mas reduzir as metas para o ano. As ações da Luxottica subiram 2,2% e a Eni teve ganhos de 1,3% após o crescimento de 61% no lucro líquido do terceiro trimestre.

O índice DAX da Bolsa de Frankfurt caiu 0,13% e fechou a 9.010,27 pontos, influenciado pelas incertezas com a reunião do Fed. A Linde, empresa de gases industriais, foi o destaque negativo da sessão, com queda de 2,9%, após revisar sua previsão de lucro operacional para baixo neste ano. A Deutsche Telekom também fechou em queda, a 2,2%. Já a Volkswagen foi o destaque positivo, avançando 4,9% depois de a montadora informar um lucro operacional maior neste terceiro trimestre e manter a perspectiva para o trimestre final deste ano.

Em Londres, o índice FTSE avançou 0,04% e encerrou a sessão a 6.777,70 pontos, ainda influenciado pelas ações da BP, que divulgou balanço na véspera e subiu 0,94% na sessão desta quarta. Embora o banco Barclays tenha registrado uma queda acentuada no lucro do terceiro trimestre, os números superaram as expectativas do mercado, o que provocou ganhos de 0,90% nas ações. Outros destaques da sessão foram a Babcock (+1,19%) e a Experian (+3,25%).

Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 teve baixa de 0,09% e fechou a 4.274,11 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 perdeu 0,86% e fechou a 9.863,90 pontos. Já o índice PSI-20, da Bolsa de Lisboa, foi na contramão dos demais mercados europeus e subiu 1,28%, para 6.314,87 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.