Mais integrantes do Fed pediram aumento da taxa de redesconto em abril

 Taxa de redesconto foi reajustada pela última vez em 18 de fevereiro

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

25 de maio de 2010 | 15h24

O número de autoridades do Federal Reserve que defende um aumento na taxa de redesconto, atualmente em 0,75%, aumentou de um para três em abril, de acordo com a ata da última reunião realizada pelo banco central para discutir esse assunto. A taxa de redesconto é aplicada aos empréstimos emergenciais do Fed ao setor bancário.

 

De acordo com a ata, os representantes das regionais de Kansas City, Saint Louis e Dallas votaram em abril por um aumento de 0,25 ponto porcentual na taxa de redesconto. Os outros nove distritos do Fed, porém, foram contrários ao aumento. Em março, apenas o Fed de Dallas havia defendido uma elevação da taxa.

 

A reunião de abril ocorreu antes da intensificação da crise da dívida europeia, no início de maio, que trouxe novas pressões aos mercados financeiros e provavelmente deixará as autoridades do banco central norte-americano com mais receio de elevar os juros.

 

A taxa de redesconto foi reajustada pela última vez em 18 de fevereiro, quando as autoridades decidiram elevá-la em 0,25 ponto porcentual, para o atual patamar de 0,75%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Fedredescontocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.