Mantega: Caixa receberá aporte de R$ 5,2 bi do Tesouro

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje, durante anúncio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que a Caixa Econômica Federal (CEF) receberá um aporte de recursos do Tesouro Nacional de R$ 5,2 bilhões. Segundo ele, com este aporte, a CEF terá mais R$ 4 bilhões para emprestar aos Estados, municípios e ao setor privado. Os financiamentos da Caixa, conforme o ministro, estarão vinculados a projetos de financiamento e habitação.Mantega também informou que foi aprovado resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) aumentando o limite de crédito do setor público "de R$ 1 bilhão para mais R$ 7 bilhões". A idéia, segundo ele, é facilitar o financiamento de projetos na área de saneamento para os Estados e municípios.Ele informou que foi criado um fundo de investimento em infra-estrutura. O fundo, segundo o Mantega, terá R$ 5 bilhões do FGTS. Os recursos serão geridos pela CEF e serão aplicados em projetos do setor privado na área de infra-estrutura. Ele explicou que o valor do fundo poderá ser elevado, já que os trabalhadores poderão optar por aplicar até 10% do seu FGTS no fundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.