Mantega: efeito de medidas trarão credibilidade maior

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, acredita que a recomposição da credibilidade da equipe econômica virá com o tempo assim que as medidas que estão em gestação começarem a fazer efeito. "A credibilidade virá a partir dos resultados. O que vamos apresentar são medidas bastante críveis e factíveis", disse em entrevista durante o G-20.

FERNANDO NAKAGAWA, Estadão Conteúdo

16 de novembro de 2014 | 09h21

Questionado sobre a importância da escolha do sucessor para a retomada da credibilidade, Mantega minimizou o nome que será anunciado por Dilma Rousseff. "A credibilidade virá dos movimentos, das ações que serão feitas e do resultado que isso terá", disse. Um dos pedidos de boa parte do mercado financeiro é que o governo escolha um nome com credibilidade para dar respaldo às ações da nova equipe econômica.

Mantega negou a hipótese de uma "mudança radical de rumo" da economia. "Não porque a presidente foi reeleita", disse. O ministro que deve deixar o cargo até o fim do ano demonstrou confiança com a efetividade das medidas. "O próximo ministro da Fazenda vai pegar um novo ciclo de crescimento e então vai ser um ministro feliz", disse, ao comentar que a economia mundial e a brasileira melhorarão nos próximos anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Guido Mantegamedidasresultados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.