GABRIELA BILÓ/ESTADÃO
GABRIELA BILÓ/ESTADÃO

Marcio Appel diz que Bolsa pode dobrar de tamanho nos próximos 12 meses

Fundador da Adam Capital afirmou que país tem capacidade de crescer por até quatro anos entre 2,5% e 3%

Fernanda Guimarães, O Estado de S.Paulo

22 Março 2018 | 15h09

O valor justo para o Ibovespa, principal índice teórico da B3, é de 160,6 mil pontos, quase o dobro dos 85.430 pontos atuais, na visão de Marcio Appel, fundador da Adam Capital. Segundo ele, dessa valorização, 54 mil pontos devem vir da normalização dos lucros da empresas e, o restante, da queda dos juros básicos, a taxa Selic, que na última quarta-feira, 21, atingiu a mínima histórica de 6,5% e houve sinalização de que chegará em 6,25% em maio.

“Os juros estão mais baixos do que imaginamos inicialmente”, disse em apresentação do XP Investor Day.

+ Com Selic achatada, investidor terá de se familiarizar com o risco

Appel disse que a atividade econômica brasileira está se recuperando, mas que diante da elevada ociosidade da indústria, o País tem capacidade de crescer por até quatro anos entre 2,5% a 3% sem pressão inflacionária.

O gestor disse ainda que está muito otimista em relação ao real, visto que espera fluxo de dólar entrando no Brasil. No entanto, Appel ponderou que não tem essa posição no Adam por que há “melhores opções no mercado”.

+ PIB brasileiro deve crescer 3% em 2018, aponta Ipea​

O executivo, que é atualmente o maior gestor independente de fundos multimercado no Brasil, também afirmou não acreditar na eleição de um candidato de esquerda ser neste ano. Na opinião dele, no entanto, não há nenhum nome "espetacular", mas o principal ponto, nesse momento, é que o eleito não traga uma "frustração de crescimento" ao Brasil.

A Adam Capital tem atualmente sob gestão 28,1 bilhões de reais e se define como uma gestora global, especializada em emergentes. Entre as suas posições compradas na área de renda variável estão a varejista norte-americana Amazon,o banco JPMorgan e o Facebook, enquanto Walmart, P&G e Tesla são algumas das posições vendidas. A casa também está comprada em Brasil e vendida em Turquia, entre outras posições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.