Martin Weale, do BOE, afirma que taxas de juros podem aumentar antes do esperado

As taxas de juros do Reino Unido devem aumentar antes do esperado pelos investidores, afirmou Martin Weale, membro do Comitê de Política Monetária do Banco da Inglaterra (BoE), em artigo publicado no jornal Observer, neste domingo. Apesar de a inflação ainda estar baixa na Inglaterra, ele disse que a alta dos preços deve alcançar a meta anual de 2% nos próximos anos.

Estadão Conteúdo

15 Fevereiro 2015 | 09h48

"Nossas previsões recentes mostram que a inflação deve ficar acima da meta por volta de 2017. Esperamos que, para evitar isso, as taxas de juros sejam elevadas gradualmente", afirmou Weale. "A meu ver, os juros precisam aumentar antes do esperado por participantes do mercado". Investidores preveem que o BoE comece a elevar as taxas básicas de juros em meados de 2016.

Weale alertou, no entanto, que o banco central está preparado para comprar mais ativos ou reduzir a taxa básica de juros caso a baixa inflação atual leve à queda na expectativa de alta de preços no futuro. Os bancos centrais se preocupam com quedas na expectativa de inflação futura, uma vez que isso pode levar à redução de gastos das famílias. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.