Mercado brasileiro oscila após dado de inflação nos EUA

A volatilidade marcou os negócios até o início desta tarde no mercado brasileiro. O resultado do índice de preços ao produtor norte-americano (PPI, na sigla em inglês), que era o centro das atenções do mercado para a manhã desta terça-feira, provocou oscilação nos contratos futuros de juros na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) e na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Apesar do índice cheio ter ficado em somente +0,2% ante previsão de 0,4%, o núcleo (que exclui os preços de energia e alimentos) mostrou taxa acima do esperado, de 0,3%, ante projeções de 0,2%. Segundo um operador, o fato de o núcleo ter vindo além do previsto indica que a tendência é mais de mau humor nos mercados até que o CPI (preços ao consumidor), que será divulgado amanhã, feche o quadro inflacionário dos Estados Unidos. Às 12h27, o dólar comercial subia 0,22%, a R$ 2,295. No pregão viva-voz da BM&F a moeda avançava 0,39%, a R$ 2,294. Na bolsa paulista, o Ibovespa caía 1,06%, aos 33.200 pontos, enquanto no mercado futuro de juros a projeção do contrato com vencimento para janeiro de 2008 estava em 15,97%, ante 15,98% de ontem.

Agencia Estado,

13 de junho de 2006 | 12h34

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.