Mercado de ativos do Brasil está com aparência de bolha, diz UBS

O analista do banco espera uma correção no segundo semestre deste ano ou no início de 2011

Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

26 de março de 2010 | 12h58

O fluxo rápido de dinheiro sendo direcionado aos ativos do Brasil faz o mercado do país "parecer uma bolha", de acordo com Gerard Cremoux, codiretor da unidade de bancos de investimentos do UBS para a América Latina.

 

"Quando você analisa as valuations (brasileiras) em comparação às de seus pares internacionais, é possível ver o dinheiro indo apenas para um lado da mesa" de forma desproporcional, avaliou Cremoux durante uma conferência sobre a América Latina na Universidade de Columbia.

 

Embora a perspectiva de longo prazo continue estimulante, segundo Cremoux, ele espera uma correção no segundo semestre deste ano ou no início de 2011. O analista disse também que está "cético" em relação ao mercado, levando em consideração a longa lista de ofertas públicas iniciais de ações (IPOs) no Brasil e a potencial oferta de US$ 35 bilhões em ações da Petrobrás. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
açõesbolsaativosUBS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.