Mercado de juros segue otimista, mas pode realizar

Os contratos futuros de Depósito Interfinanceiro, que servem de referência para o mercado de juros, abriram hoje estáveis, mas a perspectiva é de que as taxas de juros possam subir. Como resumiu um operador, qualquer fato hoje pode ser motivo para a elevação das taxas dos contratos de juros futuros, ainda que o clima continue de otimismo e de boa avaliação dos fundamentos econômicos. "Dado o nível de preço elevado, tudo é motivo para realizar", comentou esse profissional. Na lista dos temas que podem ajudar o movimento de continuidade de aumento das taxas (e conseqüente redução do preço dos contratos) está o dólar. A moeda abriu em alta diante do anúncio de que o BC ofertará hoje até 28.600 contratos de swap reverso de seis vencimentos. Segundo a fonte, o BC mostrou estar agindo de forma mais rápida do que o esperado. Outro ponto que pode contribuir para a elevação das taxas é a possível realização das bolsas norte-americanas depois que o Dow Jones fechou ontem acima dos 12 mil pontos, com alta de 0,16%. "Virou um número cabalístico. Vamos ver como o índice se comportará hoje", disse a fonte. Na abertura do pregão da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o índice Dow Jones operava, no entanto, em ligeira alta. Embora a proximidade das eleições exija cautela, não há dúvida, no entanto, de que o clima ainda é de otimismo e de boa avaliação dos fundamentos econômicos. Prova disso é o comportamento da inflação. Esta manhã, a FGV divulgou que a segunda prévia do IGP-M de outubro subiu 0,24%, ante aumento de 0,21%, em igual prévia do mesmo indicador em setembro. O resultado ficou dentro das estimativas de analistas do mercado financeiro ouvidos pela Agência Estado, que esperavam variação entre 0,15% e 0,33% e colado à mediana das expectativas, de 0,23%. Nos EUA, nenhum indicador macroeconômico relevante será divulgado hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.