Mercado ignora Opep e petróleo termina com forte perda

Os contratos futuros de petróleo sofreram queda forte na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) e na Bolsa Intercontinental (ICE, de Londres). Os volumes foram reduzidos com o Yom Kippur judaico e feriados na China, na Índia e em Hong Kong. Segundo operadores, o mercado ignorou os informes de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) poderá reduzir a produção para conter a queda dos preços, preferindo focalizar os estoques norte-americanos. "As pessoas não estão levando muito a sério as declarações da Opep", disse Peter Donovan, da Vantage Trading. Para Peter Beutel, da Cameron Hanover, "existe uma falta de convicção de que Nigéria, Venezuela e Irã tenham como levar a Opep a adotar cortes de produção duráveis e significativos". Ele atribuiu as quedas de hoje à liquidação de posições 'compradas' por investidores que anteriormente haviam apostado que os preços subiriam. Na Nymex, os contratos de petróleo bruto para novembro fecharam a US$ 61,03 por barril, em queda de US$ 1,88, ou 2,99%. A mínima foi em US$ 60,90 e a máxima em US$ 62,70. Na ICE, os contratos do petróleo Brent para novembro fecharam a US$ 60,45 por barril, em queda de US$ 2,03, ou 3,25%, com mínima em US$ 60,30 e máxima em US$ 62,82. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.