Mercado mantém expectativa de alta para Ibovespa

A expectativa para o Ibovespa na próxima semana é de alta para 50% dos 24 participantes do Termômetro Broadcast Bolsa

O Estado de S.Paulo

01 Setembro 2018 | 04h00

A expectativa para o Ibovespa na próxima semana é de alta para 50% dos 24 participantes do Termômetro Broadcast Bolsa, que tem por objetivo captar o sentimento de operadores, analistas e gestores para o comportamento do índice na semana seguinte. Na edição anterior, também 50% das respostas apontavam alta para a Bolsa nesta semana. A percepção é de baixa para 29,17%, ante 28,57% na pesquisa anterior; enquanto a perspectiva é de estabilidade para 20,83%, de 21,43% no último levantamento. O Ibovespa teve avanço acumulado de 0,54% na semana.

A semana que vem, mais curta para o mercado doméstico em função do feriado da Independência na sexta-feira, prevê eventos e indicadores de peso para as decisões de negócios. Entre os dados econômicos, o destaque é o IPCA de agosto, a ser conhecido na quinta-feira (6). Antes, na terça-feira (4), sai a Pesquisa Mensal de Indústria (PIM), referente a julho.

No cenário político, nos próximos dias, o investidor aguarda novas pesquisas de intenção de voto para presidente, que já mostrarão o desempenho dos candidatos após o início da propaganda no rádio e televisão. Está prevista para terça-feira publicação de pesquisa realizada pelo Ibope, que terá dois cenários: um com o ex-presidente Lula e um com seu vice, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

No exterior, os Estados Unidos comemoram o Dia do Trabalho na segunda-feira e, por isso, os mercados por lá estarão fechados. Na semana, o principal item da agenda é o relatório de emprego norte-americano de agosto, que traz o número da geração de vagas (payroll), taxa de desemprego e custos de mão de obra, entre outros indicadores relevantes para os prognósticos da política monetária. O documento será divulgado no dia 7, sexta-feira, quando o mercado local estará fechado em razão do feriado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.