Mercado valoriza real e projeta dólar a R$ 2,12 no fim do ano

As instituições financeiras estão prevendo um real mais valorizado em relação ao dólar no final do ano. De acordo com a pesquisa Focus divulgada hoje pelo Banco Central, as projeções do mercado para a taxa de câmbio em dezembro deste ano caíram para R$ 2,12 por dólar. Na semana passada, a previsão era de uma taxa de R$ 2,15. A Focus é uma pesquisa semanal de projeções dos principais indicadores econômicos e financeiros, a partir das estimativas feitas por aproximadamente cem instituições financeiras, que informam o Banco Central. No curtíssimo prazo, para o final deste mês, as estimativas de câmbio recuaram de R$ 2,11 para R$ 2,10. Para o fim de abril próximo, o mercado revisou a previsão para a cotação do dólar de R$ 2,11 para R$ 2,10. As projeções de câmbio para o fim de 2008 caíram na mesma pesquisa de R$ 2,22 para R$ 2,20. Há quatro semanas, estas projeções estavam em R$ 2,25. Taxa Selic Na pesquisa Focus, as projeções do mercado financeiro para a taxa básica de juros (Selic) em abril ficaram estáveis em 12,5% ao ano. O porcentual estimado embute uma expectativa de que o Comitê de Política Monetária (Copom) voltará a cortar os juros em 0,25 ponto porcentual na reunião dos dias 17 e 18 do próximo mês. Para o final do ano, as estimativas de juros ficaram estáveis em 11,5% ao ano pela sexta semana seguida. Para o fim de 2008, as projeções de juros estão em 10,5% ao ano. Inflação A previsão do mercado para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2007 é de 3,87%. No Top 5 (as cinco instituições com maior índice de acerto nas previsões), as estimativas de IPCA para este ano recuaram de 3,82% para 3,79%. Em ambos os casos, as projeções estão abaixo do centro da meta de inflação para este ano, que é de 4,5% (determinado pelo Conselho Monetário Nacional). Para este mês de março, as previsões de IPCA subiram de 0,28% para 0,29%. Para abril, as projeções de IPCA seguiram estáveis em 0,30% pela sexta semana consecutiva. Para 2008, as projeções de IPCA ficaram estáveis em 4%. As projeções de reajuste dos preços administrados neste ano ficaram estáveis, na mesma pesquisa, em 3,80%, já pela quinta semana consecutiva. Para 2008, as projeções de reajuste dos preços administrados também não mudaram e seguiram em 4% pela 18ª semana consecutiva. PIB O mercado ainda prevê uma expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 3,5% este ano. Esta projeção vêm se mantendo neste mesmo patamar já por 29 semanas consecutivas. As estimativas de expansão da produção industrial neste ano também não mudaram e prosseguiram em 4% pela décima quarta semana seguida. Para o próximo ano, as estimativas de crescimento do PIB seguiram estáveis em 3,5% pela nona semana consecutiva. As previsões de aumento da produção industrial em 2008 também não se alteraram e continuaram em 4,50% pela oitava semana seguida.

Agencia Estado,

19 de março de 2007 | 09h46

Mais conteúdo sobre:
câmbio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.