Mercados asiáticos iniciam em alta; HK sobe 0,5%

A Bolsa de Hong Kong encerrou em alta pela quinta sessão seguida, devido a alta de papéis de firmas chinesas, especialmente da gigante China Mobile - que subiu 2,4% -, e depois da alta de Wall Street sexta-feira. O índice Hang Seng teve valorização de 0,5%. Muitos bancos chineses também apresentaram valorização de seus papéis no pregão. O Bank of Communications teve ganhos de 2.9% e o China Construction Bank subiu 0.9%. A Bolsa da China fechou em alta nesta segunda-feira, apesar das preocupações sobre liquidez suscitadas pelo plano de lançamento do Industrial & Comercial Bank of China (ICBC). A Bolsa foi estimulada pela alta dos papéis de companhias aéreas - impulsionadas pela valorização do yuan e pela queda dos preços do petróleo - e pela procura de ações de empresas cujos negócios estão relacionados com os Jogos Olímpicos de 2008. O Xangai Composto subiu 1,3% e o Shenzhen Composto teve alta de 1,5%. ?Eu acho que os traders estão fazendo compras de última hora de ações, já que a venda de papéis da ICBC vai exaurir grandes fundos e pressionar as ações já existentes?, disse um analista de uma corretora em Xangai. O ICBC, maior banco da China, tem planos de lançar ações tanto em Xangai quando em Hong Kong no final de outubro. Empresas aéreas registraram fortes altas com a queda do preço do petróleo na Nymex (abaixo de US$ 70 para outubro) e a alta do yuan. A melhora no câmbio é favorável para essas empresas, já que a maioria delas tem dívidas em moeda norte-americana. China Easter Airlines subiu 7,4% ; China Southern Airlines teve alta de 4,3% e Air China avançou 2,5%. O yuan subiu e no fim do dia o dólar caía para 7,9410 yuans no sistema automático de preços, de 7,9540 yuans de sexta-feira. A moeda chinesa registrou valorização pelo quinto dia consecutivo com expectativas sobre o aumento da pressão política por uma apreciação ainda maior da moeda local. Alguns economistas dizem que o yuan apreciado pode ajudar a China a conquistar crescimento econômico sustentado, fortalecer o consumo doméstico e tornar os investimentos mais eficientes. As fortes expectativas de aumento da demanda mundial por produtos do setor de tecnologia e a entrada de fundos estrangeiros no mercado taiwanês fizeram com que o Taiwan Weighted fechasse hoje com seu melhor desempenho em três meses. O índice subiu 1,5%, aos 6.750 pontos. O segundo semestre marca, tradicionalmente, o melhor período de vendas para os fabricantes de computadores e artigos relacionados ao setor, em razão da volta às aulas e do Natal. AU Optronics subiu 2,2% enquanto Chim Mei Optoeletronics avançou 2,4%. Taiwan Semiconductor Manufacturing teve alta de 0,9% e sua rival, United Microelectronics registrou aumento de 1,1%. Em Seul, o mercado fechou em alta, estimulado pelos bons resultados de Wall Street na sexta-feira - após a divulgação de dados positivos sobre emprego - e pela redução dos preços do petróleo. As altas foram lideradas por ações dos setores de transporte e automotivo, já que a queda dos preços do petróleo faz aumentar a perspectiva de ganho para essas empresas. O índice Kospi subiu 0,2%. O PSE Composto, da Bolsa filipina, registrou hoje seu melhor resultado em um mês, fechando em alta de 1,8%, aos 2.371,10 pontos. Foi o melhor resultado desde 7 de agosto. Boas perspectivas no cenário econômico, a alta da moeda local, a queda nos preços do petróleo e a queda nas expectativas de que os EUA elevarão sua taxa básica de juros estimularam os negócios do dia. Os papéis da blue chip Philippine Long Distance Telephone Co. (PLDT) - os mais negociados no pregão - subiram 1,8%, depois de os ADRs da empresa terem avançado 0,3% sexta-feira em Nova York. As ações da Globe Telecom, rival da PLDT, tiveram alta de 2%. Em Sydney, o S&P/ASX 200 subiu 0,6%, aos 5.134,8 pontos, seu melhor resultado em oito semanas, estimulado pelos ganhos em outros mercados. ?O mercado parece forte?, disse John Garrett, chefe de vendas institucionais da UBS. ?A maioria dos setores teve bons ganhos.? Papéis de seguradoras registraram resultados consideráveis. QBE Insurance subiu 1,5%; Promina Group teve alta de 3,3% e Austrália Group avançou 2,6%. A Bolsa da Malásia também fechou em alta, com o índice composto de 100 blue chips encerrando com ganho de 0,78%. O Strait Times da Bolsa de Cingapura fechou em alta de 1,16% e o JSX Composto, da Bolsa de Jacarta (Indonésia), com ganho de 1,74%. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

04 de setembro de 2006 | 07h27

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.