Mercados da Europa operam em alta nesta manhã

As bolsas europeias estendem os ganhos de quinta-feira, 10, quando o índice pan-europeu Stoxx 600 saltou 1,7%, guiadas pelo sentimento positivo dos investidores com relação a possível um acordo entre republicanos e democratas nos Estados Unidos para elevar o teto da dívida. "Ativos de risco têm se beneficiado por passos positivos em Washington sobre o teto da dívida", explicou a equipe de análise do Barclays.

Agencia Estado

11 de outubro de 2013 | 07h57

Na quinta-feira, 10, os republicanos sugeriram aos democratas prorrogar o limite do endividamento por seis semanas em troca de negociações sobre gastos públicos. O presidente dos EUA, Barack Obama, não aceitou a proposta, mas à noite a Casa Branca comunicou que está trabalhando com os republicanos na proposta de curto prazo e que as negociações devem prosseguir hoje. "O fato de o presidente e os republicanos estarem conversando é o suficiente para melhorar o sentimento", disse um trader de Paris.

O fechamento parcial do governo norte-americano, como consequência da falta de acordo entre os dois partidos, já dura mais de uma semana e deverá impedir hoje a divulgação de dados como as vendas no varejo e os preços ao produtor. A principal publicação do dia nos EUA será o índice de confiança do consumidor, pesquisado pela Universidade de Michigan, às 10h55 (de Brasília).

Os investidores também deverão acompanhar com atenção os desdobramentos da reunião de ministros de finanças e banqueiros centrais em Washington, no encontro anual do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI). O mercado também acompanhará pela manhã a publicação dos números trimestrais do JPMorgan e do Wells Fargo.

Na Europa, os principais destaques na agenda de indicadores ficaram por conta de dados finais de inflação. Na Alemanha o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) ficou estável na comparação entre setembro e agosto, enquanto na Espanha, subiu 0,3%, e na Itália, caiu 0,3%. Todos os números vieram em linha com as estimativas preliminares.

Também se destacam no pregão as ações do Correio Postal do Reino Unido, em processo de privatização pelo governo. Em seu primeiro dia de negociações na Bolsa de Londres, os papéis chegaram a saltar 40% nos minutos iniciais.

Durante a manhã, um grupo de empresas no setor de mineração eram as que apresentavam a melhor performance entre as ações de 19 indústrias do Stoxx 600, impulsionadas pela alta no preço do cobre. Às 7h37, os papéis da Anglo American subiam 2,61%, os da Glencore avançavam 2,11% e os da Rio Tinto, 1,46%.

No mesmo horário, a Bolsa de Frankfurt subia 0,33%, Londres ganhava 0,74%, Milão sustentava ganhos de 0,08% e Lisboa marcava alta de 0,45%. Paris operava na estabilidade e Madri destoava do mercado e caía 0,28%, depois da forte alta de 2,35% na véspera. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EuropaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.