Merrill Lynch reduz recomendação de compra das ações da UOL

O banco Merrill Lynch reavaliou as ações da Universo Online (UOL) e rebaixou a recomendação do Universo Online (UOL) de compra para neutra, ao reduzir suas estimativas de ganho antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) para a companhia de 2006 e 2007 em 6% e 19%, respectivamente. Em sua avaliação, a instituição considera que o maior volume de investimentos deve pesar no Ebitda e fluxo de caixa da UOL neste ano. Em relatório, o Merrill Lynch diz acreditar que haja um potencial significativo para criação de valor no longo prazo, mas avalia ter elevado, prematuramente, suas projeções para a empresa em relatório divulgado em 2006. "Com a companhia ampliando os investimentos em novas iniciativas, esperamos que as margens continuem pressionadas por pelo menos os próximos três meses. Além disso, consideramos que uma apreciação significativa da ação é improvável até pelo menos o segundo semestre de 2007 e talvez até o primeiro semestre de 2008", observam os analistas Michael Kopelman e Lucas Ramirez. O banco também sugere preço-alvo de R$ 12,50 para a UOL, o que representa potencial de alta de 11% frente a cotação do papel na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). "Nosso modelo de cálculo com base no fluxo de caixa descontado indica um valor próximo de R$ 14,00 a R$ 15,00, mas isso vai depender de pressupostos mais agressivos no longo prazo - o que o mercado dificilmente irá aceitar até que haja uma evidência maior de sustentabilidade de crescimento do Ebitda".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.