Merrill lynch retira sugestão de venda

O Merrill Lynch retirou a recomendação de venda para as ações de UOL. Em relatório, os analistas Michael Kopelman e Lucas Ramirez disseram que o comportamento das ações da empresa aumentou seu potencial. Desde o começo do ano, Uol teve performance 30% inferior à do índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O banco de investimentos utilizou dois métodos de avaliação para a companhia. O primeiro, de soma das partes, ainda sugere algum ajuste negativo para as projeções de 2006, mas a crença dos especialistas é de que as ações devem ser negociadas num nível superior ao atual. O segundo modelo de análise, por fluxo de caixa descontado, aponta que o papel está sendo transacionado em seu preço-justo, com um potencial de alta limitado para 2007. Após os resultados auditados do quarto trimestre, os analistas afirmam que a expectativa para a empresa mantém-se dupla. Isso porque os prognósticos de receita em crescimento são nublados por riscos regulatórios significativos e também pelo temor de aumento da competição no segmento de banda larga, que poderia levar a uma concorrência por preços e conseqüente redução na receita média mensal por usuário. Kopelman e Ramirez estimam vendas de R$ 504 milhões para 2006, com Ebitda (ganhos antes do pagamento de impostos, depreciações e amortizações) de R$ 109 milhões e lucro líquido de R$ 124 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.