Mesmo com piora externa, juro futuro fecha em baixa

Apesar da volatilidade do mercado externo, que respondeu mal ao relatório de emprego divulgado hoje nos EUA, o mercado doméstico de juros operou em queda hoje, graças ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que apresentou deflação. Com isso, o contrato de depósito interfinanceiro mais negociado, com vencimento para janeiro de 2008, terminou o dia projetando taxa de 14,86% ao ano. No fechamento de ontem, este mesmo contrato terminou a 14,93%. O IPCA divulgado hoje mostrou deflação mais intensa do que a prevista anteriormente. O índice de junho fechou em -0,21%, quando o mercado previa um número entre -0,20% e -0,05%. Assim, o índice reforçou o quadro de bons fundamentos econômicos brasileiros, que tem permitido ao Banco Central continuar na trajetória de queda dos juros, enquanto o mundo vai na direção oposta. Entre os emergentes, isso é um diferencial importante que começa a ser percebido pelos investidores estrangeiros menos afoitos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.