Metade dos funcionários da Arcelor tornam-se acionistas

Cerca de 50% dos empregados da Arcelor (de Luxemburgo) tornaram-se acionistas da siderúrgica depois de um período de subscrição que durou de 8 a 31 de maio. Subscrição é a preferência que os acionistas de uma empresa possuem na compra de ações emitidas pelo aumento do capital e com preço inferior ao praticado pelo mercado.Em comunicado, a companhia informou que aproximadamente 2,8 milhões de ações, representando 0,42% do capital da Arcelor, foram subscritas, elevando a fatia dos funcionários para quase 1,4%."O nível bastante alto da subscrição, numa época em que a empresa é alvo de oferta hostil, sinaliza o forte sentido de solidariedade de nossos associados com nossos esforços para garantir uma criação de valor sustentável pela Arcelor", disse o executivo-chefe da companhia, Guy Dolle.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.