Metais básicos têm alta

Às 9h05, o cobre para julho subia 0,25% para US$ 3,1655 por libra peso

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

28 de maio de 2010 | 09h25

Os metais básicos operam sustentados na London Metal Exchange (LME), uma vez que o euro e os mercados de ações continuam a se recuperar da forte pressão de baixa do início da semana. Mas no pregão eletrônico da Comex, em Nova York, o cobre já recua das máximas operadas mais cedo.

 

Às 9h05 (de Brasília), o cobre para julho subia 0,25% para US$ 3,1655 por libra peso.

 

Na LME, o cobre superou US$ 7 mil a tonelada métrica na LME mais cedo, enquanto chumbo e zinco atingiram suas maiores cotações em duas semanas.

 

Traders em Londres disseram que a recuperação vista nos preços dos metais está mais relacionada à cobertura de posições vendidas e compras nas mínimas do que a uma inversão da tendência de baixa, já que os problemas da Europa não estão resolvidos.

 

Os preços devem ser pressionados também pela expectativa de retirada de medidas de estímulo por alguns governos no segundo semestre, afirmou o analista do Commerzbank, Eugen Weinberg. O cobre, o níquel e o zinco deverão ficar com excesso de oferta se a demanda se desacelerar, acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
lmemetaiscobre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.