Metais cedem, pressionados pelo enfraquecimento do euro

Alta do compulsório bancário na China foi ignorada pelos investidores do mercado de commodities metálicas

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

18 de abril de 2011 | 09h03

Os metais básicos são pressionados pelo enfraquecimento do euro. A alta do compulsório bancário na China foi ignorada pelos investidores do mercado de metais básicos, embora outros apertos monetários do principal consumidor de commodities metálicas possa manter os preços limitados no longo prazo, disseram traders.

Às 8h22 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) era cotado a US$ 9.365,00 a tonelada, queda de 0,4%. O alumínio cedia 0,6% a US$ 2.677,00 a tonelada, o zinco recuava 0,5% para US$ 2.385,00 a tonelada, o níquel subia 0,2% para US$ 26.295,00 a tonelada e o chumbo operava em baixa de 0,7% a US$ 2.632,00 a tonelada, enquanto o estanho perdia 0,5% para US$ 32.950,00 a tonelada.

Às 8h58 (de Brasília), o contrato do cobre para maio negociado na Comex eletrônica operava em queda de 0,29% a US$ 4,2450 por libra peso. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.