Metais sobem com ajustes de carteiras antes de folga de investidores

Na segunda-feira a London Metal Exchange (LME) estará fechada em razão do feriado bancário de primavera e os mercados dos EUA não abrirão pelo Memorial Day

Danielle Chaves, da Agência Estado,

27 de maio de 2011 | 08h08

Os metais básicos operam em alta, enquanto os investidores ajustam suas carteiras antes de um longo fim de semana no Reino Unido e nos EUA. Na segunda-feira a London Metal Exchange (LME) estará fechada em razão do feriado bancário de primavera e os mercados dos EUA estarão fechados pelo feriado do Memorial Day.

"Dado o fim de semana prolongado, é provável que o foco hoje fique mais no ajuste de carteiras e de posições antes do fim do mês, na terça-feira", comentou James Moore, analista da Fastmarkets.com.

Geralmente os investidores ajustam suas carteiras, para reduzir sua exposição, antes de feriados longos. Já o fim do mês e de trimestres provocam o chamado "window dressing", que é uma estratégia usada às vezes por gerentes de fundos e carteiras para melhorar a aparência de seus produtos antes de apresentá-los a clientes e acionistas.

O avanço do euro sobre o dólar colabora para o ganho dos metais. Além disso, houve queda nos estoques de muitos metais na LME. Os estoques de alumínio caíram 3.275 toneladas, para 4,7 milhões de toneladas, enquanto os de níquel diminuíram 156 toneladas, para 114.372 toneladas. No entanto, os estoques de cobre subiram 1.250 toneladas, para 469.475 toneladas.

Pouco antes das 7h (de Brasília), o cobre para três meses negociado na LME operava a US$ 9,164,50 por tonelada, uma alta de 1,6% sobre o fechamento de ontem. O alumínio subia 1%, para US$ 2.588 por tonelada; o níquel avançava 1,2%, para US$ 23.100 por tonelada; o chumbo ganhava 1,2%, para US$ 2.520 por tonelada; o estanho tinha alta de 1,5%, para US$ 27.300 por tonelada. O zinco subia US$ 0,75, para US$ 2.259,25 por tonelada.

Às 7h45, o cobre para julho era negociado a US$ 4,1680 por libra-peso, uma alta de 1,39% em relação a ontem. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.