Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Metais têm desempenho estável antes de discurso de Bernanke

Presidente do Federal Reserve (Fed) deve fazer pronunciamento às 11 horas (de Brasília)

27 de agosto de 2010 | 08h41

Os contratos futuros dos metais básicos negociados na London Metal Exchange (LME) seguem estáveis, com os preços sendo negociados em faixas estreitas antes do discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, previsto para as 11h (de Brasília).

Às 7h33 (de Brasília), o contrato do cobre para três meses registrava alta de 0,14%, para US$ 7.314,75 por tonelada, enquanto o do alumínio subia 0,07%, para US$ 2.024,50 por tonelada. O contrato do zinco avançava 0,15%, para US$ 2.053,00, enquanto o do chumbo ganhava 0,7%, para US$ 2.039,75 por tonelada. O contrato do níquel apresentava elevação de 1,2%, para US$ 20.700,00 por tonelada, enquanto o do estanho avançava 0,7%, para US$ 21.500,00 por tonelada.

"Eu acho que há um pouco do sentimento de esperar para ver o que Bernanke irá dizer", afirmou o analista do Société Générale David Wilson.

O presidente do Fed discursará sobre a perspectiva econômica no simpósio anual do banco central no vale de Jackson Hole, no Estado norte-americano de Wyoming. Os participantes do mercado já estão apostando que o presidente do Fed anunciará mais estímulos monetários.

Como os Estados Unidos atuam não é tão importante para os mercados de metais como era antes e a estabilidade apresentada nesta semana, apesar da divulgação de indicadores econômicos fracos no país, reflete isso, disse o analista.

"Talvez haja uma percepção de que os EUA são um pouco menos relevantes para os metais", acrescentou Wilson.

O analista da BaseMetals.com Will Adams afirmou que a perspectiva técnica mais forte para alguns metais poderá impulsionar ganhos adicionais, mas a alta dos preços deverá desencadear uma liquidação, tendo em vista a perspectiva econômica fraca.

As mudanças dos estoques foram modestas na LME e na Shanghai Futures Exchange. Os estoques de cobre em Londres recuaram 1.150 toneladas. Já os estoques de zinco em Xangai recuaram 4.404 toneladas durante a semana, afirmou a bolsa chinesa.

O cobre para dezembro negociado na Comex eletrônica, de Nova York, subia 0,23%, por volta das 8h08 (de Brasília), para US$ 3,330 por libra peso. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.