Mineradoras puxam alta de 1,3% na bolsa da Austrália

A bolsa australiana fechou com expressiva alta o pregão desta quinta-feira, influenciada pelo desempenho do setor minerador e dos bancos, bem como pelo fechamento de ontem da bolsa de Nova York. O índice S&P/ASX 200 subiu 1,3%. A Rio Tinto divulgou que seu lucro no primeiro semestre atingiu 3,8 bilhões de dólares australianos, superando a expectativa do mercado, que era de 3,5 bilhões. Diante da forte demanda no setor de minérios, a empresa tem boas perspectivas para seus próximos resultados. A procura pelos papéis da companhia também foi estimulada pelos boatos de que a Rio Tinto estaria planejando uma reestruturação do capital, recomprando ações não negociadas na bolsa. As ações da mineradora fecharam com alta de 2%. BHP Billiton atingiu valorização de 3%. Em Hong Kong, o mercado acionário fechou a quinta-feira com alta de apenas 0,1% no índice Hang Seng, em meio à expectativa quanto à reunião da próxima semana do banco central dos EUA. A bolsa chinesa continua preocupada com a possível redução da liquidez após os novos lançamentos de ações que estão previstos para o mercado local. Nesta quinta-feira, tais preocupações ofuscaram a expectativa de bons resultados a serem divulgados pelo setor bancário. O índice Xangai Composto ficou praticamente estável, com avanço de 0,01%, e o Shenzhen Composto perdeu 0,33%. A moeda chinesa se desvalorizou. No sistema automático de preços, o dólar fechou cotado a 7,9752 yuans, contra 7,9681 yuans ontem. A bolsa de Taiwan encerrou com um declínio de 0,1% no índice Taiwan Weighted. Notícias de que o governo pretende limitar ainda mais o investimento das empresas locais na China derrubaram principalmente as ações dos setores de turismo e de construção. Nas Filipinas, a bolsa fechou com alta de 2,1% no índice PSE Composto. As ações da Philippine Long Distance Telephone subiram 3%. A bolsa sul-coreana registrou baixa de 0,2% no índice Kospi. Na Malásia, o índice composto de 100 blue-chips da bolsa de Kuala Lumpur fechou em alta de 0,13%, mesmo porcentual do fechamento do Strait Times da bolsa de Cingapura. A bolsa de Jacarta, na Indonésia, encerrou o dia com baixa de 1,05% (As informações são da Dow Jones)

Agencia Estado,

03 de agosto de 2006 | 06h34

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.