Ministro de Minas e Energia deixa reunião com Dilma sem falar com imprensa

O ministro das Minas e Energia Eduardo Braga deixou no começo da tarde de hoje (25) o Palácio da Alvorada, onde a presidente Dilma Rousseff está reunida com ministros e representantes dos bancos públicos para tratar de um plano de investimentos para infraestrutura. A expectativa é de que a reunião, que teve início às 9 horas deste sábado (25), tenha sequência à tarde, quando é esperada a chegada de novos ministros. Ao deixar o encontro, o ministro não quis falar com a imprensa.

TALITA FERNANDES E ANDRÉ BORGES, Estadão Conteúdo

25 de abril de 2015 | 13h32

Participam da reunião os ministros da Fazenda Joaquim Levy, da Casa Civil Aloizio Mercadante, dos Transportes Antônio Carlos Rodrigues, da Agricultura Kátia Abreu, do Meio Ambiente Izabella Teixeira, do Planejamento Nelson Barbosa, e da Comunicação Social Edinho Silva.

Também estão presentes a presidente da Caixa Econômica Federal Miriam Belchior e o vice-presidente de Infraestrutura do Banco do Brasil, César Borges. Participam ainda quatro secretários da Fazenda: Tarcísio Massote de Godoy (Secretário-executivo), Fabricio do Rozario Valle Dantas Leite (secretário-executivo adjunto), Marcelo Barbosa Saintive (Tesouro Nacional) e Paulo Guilherme Farah Corrêa (Acompanhamento Econômico). A lista oficial completa ainda não foi divulgada pela assessoria do governo.

No encontro, os ministros estão discutindo uma estratégia para construir uma agenda positiva para o governo, em meio à crise econômica e aos ajustes fiscais promovidos por Levy. O objetivo é destravar o pacote de concessões, que teve início no primeiro mandato de Dilma, e dar início a uma segunda etapa de concessões em infraestrutura.

É previsto que o governo anuncie concessões nas áreas de ferrovias, rodovias e aeroportos, podendo ainda elaborar um planejamento envolvendo hidrovias e portos. Caberá a Nelson Barbosa, coordenador do programa de investimentos do governo, levar para o encontro as opções para fechar uma segunda etapa do programa de concessões de infraestrutura.

A expectativa é de que o governo faça algum pronunciamento até o fim do dia. A presidente deverá indicar um dos ministros presentes para falar com a imprensa e comentar o resultado da reunião.

Tudo o que sabemos sobre:
REUNIÃODILMAINFRAESTRUTURAENERGIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.