Mittal fará oferta pública por ações da Arcelor Brasil

A Arcelor Mittal informou por meio de comunicado que encaminhará à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) o pedido para o registro de oferta pública por todas as ações da Arcelor Brasil em circulação no mercado. O registro segue determinação da CVM, divulgada há um mês, de que a siderúrgica deveria fazer oferta para os minoritários depois da fusão entre a Mittal e a Arcelor. De acordo com o documento, o valor a ser oferecido para cada uma das ações da Arcelor Brasil (o "valor de referência"), determinado com base nos valores relativos do Ebitda da Arcelor Brasil e da Arcelor, deverá ficar em 12,1184 euros. A Arcelor Mittal detém, por meio da Arcelor, aproximadamente 66% das ações da Arcelor Brasil. Conforme os termos da oferta, os acionistas da Arcelor Brasil que desejarem vender suas ações no processo receberão um pagamento equivalente ao valor de referência por ação a ser comprada. O pagamento poderá ser efetuado sob duas formas, à escolha do acionista. Uma delas é em dinheiro ("opção em cash"), a ser pago em reais, usando a taxa de câmbio vigente no último dia do período de oferta. A outra forma é uma mistura de dinheiro (por 30,4% do valor de referência) e ações ordinárias Classe A da Arcelor Mittal (por 69,6% do valor de referência). A quantidade máxima de dinheiro a ser pago pela Arcelor Mittal será de aproximadamente 2,6 bilhões de euros. (assumindo 100% de aceitação da opção em dinheiro) e o número máximo de ações da Arcelor Mittal que serão emitidas será de aproximadamente 52,8 milhões, representando 3,7% do capital acionário da Arcelor Mittal numa base completamente diluída (assumindo 100% de aceitação da opção mista). As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.